A dor é a manifestação primordial da vida. Tudo o que fazemos é para atenuar essa dor. A felicidade suprema seria a ausência total de dor. Eis uma tentativa de contribuição para minorar esse sentimento … Como naquela expressão inglesa: I have my moments, em resposta à pergunta, Are you happy?

segunda-feira, junho 18, 2007

O Esperanto: a língua de todos, porque não é de ninguém


Eu, como professor de Inglês, noto por vezes que a aprendizagem dela encontra alguma resistência por parte de muitas pessoas porque tem uma estrutura muito diferente da do Português, que é primordialmente de raiz latina.

Há também aquela ideia de que é uma língua que não é nossa, é de outros, ingleses, americanos, …
Em situações de encontros com várias nacionalidades, por vezes, sente-se um certo desconforto pelo facto de todos recorrerem ao inglês como língua neutra, universal, mas que é dominada com mais facilidade, obviamente, pelos nativos dela e por vezes parece até haver uma certa sobranceria e condescendência por parte destes em relação aos restantes.

O Esperanto, criado pelo o polaco, Zamenhof, no século XIX, que vivia numa zona com muitas etnias, tem sido sugerido como uma língua que poderia unir os povos em diversas situações. Há quem defenda que poderia ser a língua diplomática e não só da União Europeia, aprendida como segunda língua na escola, a seguir à nativa, servindo como um factor preponderante na união efectiva da Europa. Sendo uma língua que não pertence a nenhum país ou povo, as pessoas não sentiriam complexos em a utilizar. Para além disso é extremamente fácil de aprender, por ter regras gramaticais simples, sem excepções, tendo as letras apenas uma leitura possível.

Parece um pouco utópico, mas há muita gente que insiste nela, sendo falada em todo o mundo. E eu gosto destas ideias românticas de unir povos, não fosse eu tão europeísta.
Aqui têm um endereço de um sítio fantástico com tudo sobre a língua e como aprendê-la gratuitamente. Têm a opção de escolher o português, como língua orientadora, no canto superior direito da página. Têm, também um dicionário no lado direito (Vortaro) Espreitem e vão ver que vão ficar fascinados.
Pode ser que um dia destes estejamos a fazer e comentar posts em Esperanto.

http://pt.lernu.net/index.php

Ĉirkaŭbrako amikoj

6 comentários:

Sem Quorum disse...

Ora aqui está uma boa proposta de divulgação e aprendizagem do esperanto. De facto, com tantas línguas é difícil entendermo-nos; às vezes nem os que falam a mesma língua se entendem...
Abraço, teacher!
ALM

O Micróbio II disse...

Oh, pá! Não me lixes... tenho que arranhar o francês em casa, no trabalho lá vou tendo que traduzir normas inglesas, duas vezes por mês tenho que aturar os espanhóis e agora vens tu com uma proposta de mais uma língua... irra!

martim de gouveia e sousa disse...

espero o esperanto esperante e adiado. abrç.

al cardoso disse...

Esperemos entao que o "Esperanto" nao se faca esperar!!!

Mas e melhor nao esperar muito senao ainda ficamos desiludidos.

Um abraco.

BLOGO DE LA PORTUGALA ESPERANTISTARO disse...

Boa tarde:

Parabéns pela sua sugestão. Fico à espera dos interessados no esperanto, neste blogue que criei para divulgar esta língua

http://esperantoforadatoca.blogspot.com/2007/05/noticirio-esperantista-de-maio2007.html

Sendo um blogue específico sobre o assunto poderão obter mais informação, sem prejuízo de, obviamente, continarmos a ler o blogue do Marco.

Cumprimentos,
João José Santos

Anónimo disse...

[B]NZBsRus.com[/B]
No More Sluggish Downloads With NZB Files You Can Hastily Search HD Movies, Console Games, MP3 Albums, Applications and Download Them at Alarming Rates

[URL=http://www.nzbsrus.com][B]Usenet Search[/B][/URL]