A dor é a manifestação primordial da vida. Tudo o que fazemos é para atenuar essa dor. A felicidade suprema seria a ausência total de dor. Eis uma tentativa de contribuição para minorar esse sentimento … Como naquela expressão inglesa: I have my moments, em resposta à pergunta, Are you happy?

sexta-feira, julho 07, 2006

Fase da vida de uma criança


O meu Amigo morreu
O meu grande Amigo morreu
Que alegria
Consigo respirar
Por um lado fico triste mas por outro sinto-me tão liberto
Mais vale só do que mal acompanhado
Afinal o Amigo era Inimigo
Inimigo porque era falso
Não era dissimulado
Era falso
Falso porque afinal não existia
O meu Amigo era nada
E nada não existe
Nem Inimigo era
O meu Amigo era imaginário
Que alívio
O meu Amigo morreu
Dependia tanto Dele
Finalmente estou
Livre

3 comentários:

Daniela Mann disse...

A libertação dos fantasmas que nos apoquentam é sempre algo muito positivo!
Beijinhos

Sem Quorum disse...

Hás-de fazer-me o desenho! :)
Abraço, ALM

O Micróbio II disse...

Tens de por as letras maiores porque assim não consigo ler...:-)