A dor é a manifestação primordial da vida. Tudo o que fazemos é para atenuar essa dor. A felicidade suprema seria a ausência total de dor. Eis uma tentativa de contribuição para minorar esse sentimento … Como naquela expressão inglesa: I have my moments, em resposta à pergunta, Are you happy?

segunda-feira, junho 26, 2006

FUGAS

Hoje é um dia dedicado à reflexão de um dos grandes males que aflige o mundo.

Todos nós temos as nossas fugas. Uns vão mais longe que outros. Uns vão tão longe que não regressam mais.

A Vida é tão bela e tão cruel ao mesmo tempo.
Aquilo que é muito belo é quase sempre efémero e insuportável.
Sem querer ser condescendente, relembro que há drogas que não destroem tanto:
Futebol … ler … escrever … enfim outras coisas que nos poderão remeter para um mundo paralelo de felicidade.
Há quem se vire para a religião … enfim … não posso condenar … embora considere que seja uma das que provoca mais alucinações e ilusões e por vezes é precocemente mortal.

Um abraço a todos que procuram a felicidade.
Tentem não se matar ao fazê-lo e não destruam a vida de outros por arrastamento.

4 comentários:

Luis Silva disse...

Obrigado pelo elogio lá no oceano. um abraço

O Micróbio II disse...

Nota-se bem de que lado estão as alucinações...

Sem Quorum disse...

Quem procura a felicidade não a encontrará. Mas quem dela não se lembra nem procura, vive-a a espaços e enquanto a droga, o golo ou a ladainha oratória, etc., fizer efeito. Foi assim que nasceu o Guronsan (hã??)...
Abraço,
ALM

O Micróbio II disse...

Ao bom velho estilo de bater nos "3 F's" porque são fruto de origem fascista... continuo à espera de um post sobre o Fado!