A dor é a manifestação primordial da vida. Tudo o que fazemos é para atenuar essa dor. A felicidade suprema seria a ausência total de dor. Eis uma tentativa de contribuição para minorar esse sentimento … Como naquela expressão inglesa: I have my moments, em resposta à pergunta, Are you happy?

quarta-feira, março 21, 2007

Dia 21 de Março

A insatisfação humana assim o exige
A palavra, o sentimento, o pensamento
De expressão quase inalcançável
A problemática da criação poética

Cores, cores, cores
Que mais dá
Não existe
Diferença nos diferentes

Amiga árvore que
Nos protege e ajuda
Mal tratada muitas vezes
Como a Mãe

E já agora
Parabéns Filha

7 comentários:

Ai meu Deus disse...

E, já agora, parabéns Pai

Abraço.

Sem Quorum disse...

Bonita associação da Árvore com a Poesia! E de um pai babado que felicita a filhota!
Já agora, e mais uma vez, Parabéns à Bea pelas 7 Primaveras!
Abraço,
ALM

naenorocha1@hotmail.com disse...

Meu amigo,
Deus exise. Quem não existem são os homens.

Um abraço sincero
Naeno

morffina disse...

Meu amigo, Naeno(?)

Não foi esse deus que criou os homens?
Se não existem só demonstra a sua incompetência ou inexistência.

Fica a pergunta o que é que existe?

Já estou a sair do racional...

Vou-me embora!

O Micróbio II disse...

Parabéns à filha e... ao pai! :-)

martim de gouveia e sousa disse...

reparabéns, então, filha e pai... abraço a ambos.

Jofre Alves disse...

Parabéns por mais este magnífico trabalho poético, é sempre um prazer passar aqui.